Votação sem urnas nos locais de trabalho dificultará apurar a vontade dos trabalhadores

Trabalhadores se mobilizam para garantir urnas de coleta de votos nos principais locais de trabalho dos aeroviários, em Porto Alegre.

Foi dada a largada ao processo de renovação da direção da entidade Sindical dos Aeroviários de Porto Alegre. Com a comissão eleitoral escolhida foi publicado, no jornal Zero Hora do dia 23/05/2018, o edital que chama às eleições deste ano.

Acontece que, para o espanto dos trabalhadores, a eleição deste ano, diferente de outros momentos, não prevê urnas coletoras fixas, no aeroporto de Porto Alegre e na manutenção da TAP/ME.

A medida coloca em risco a participação dos colegas ativos, que, com trocas de turnos em horários pouco comuns, teriam que se deslocar até a sede do Sindicato para manifestar seu voto.

Claramente, a escolha privilegia a votação dos aposentados e pensionistas que se dirigirem ao Sindicato em detrimento dos trabalhadores da ativa.

A estratégia escolhida pela comissão eleitoral gera dúvidas já que o grupo de oposição, os Aeroviários Em Luta, teve expressiva maioria na eleição de 2015 entre os trabalhadores ativos, não logrando a vitória geral na eleição em virtude da preferência dos aposentados.

Após estes três anos, até mesmo entre os aposentados esse quadro deve ser diferente.

Mas independente da preferência individual, devemos apostar na democracia e isto só conseguiremos garantindo todas as formas possíveis para que os trabalhadores expressem sua opinião sobre o futuro de nossa entidade de classe.

Por isso que convocamos a todos e todas a participar do abaixo-assinado e votar na eleição de agosto.

Procure o abaixo assinado no seu local de trabalho, ou imprima o modelo abaixo, assine e convide os colegas para assinar também e depois procure os representantes do Coletivo EmLuta para entregar a sua manifestação.

Arquivo do abaixo-assinado.

abaixo-assinado

Comente :