Colega, você que ajudou a construir a linda história da aviação brasileira precisa nos ajudar a defender esse importante legado que pertence a todos nós.

Seja na nossa Varig, ou mesmo nas diversas outras empresas, que cruzaram e ainda cruzam os nossos céus, somos nós, trabalhadores da aviação que construímos essa história pioneira e de garra.

Se hoje o Brasil tem uma das maiores aviações do mundo e uma das mais antigas e seguras, isso é uma conquista do nosso trabalho ao longo de tantos anos.

Esse legado, que começou a ser construído muito antes de nós, está agora ameaçado.

Em Porto Alegre, os cinco hangares que fizeram a manutenção de tantas aeronaves, da nossa Varig, que cruzavam os céus do mundo, estão prestes a fechar.

A antiga Varig Engenharia e Manutenção (VEM), hoje TAP/ME, uma empresa que chegou a ser reconhecida por ter o melhor e mais completo centro de manutenção aeronáutica da América do Sul, só conquistou isso graças ao nosso trabalho. E por isso levou nossos nomes e do nosso Estado a tantos lugares. É esse legado que agora vemos prestes a fechar as portas.

Nesse processo, sempre negado pela atual direção do Sindicato de trabalhadores, mais da metade dos colegas que estavam na empresa, alguns já há muitos anos, perderam seus empregos. Hoje as vagas existentes são trocadas por precarizações e terceirizações da manutenção.

Infelizmente, em grande parte, isso foi facilitado pela atual direção do Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre, que em cooperação com a empresa firmou um acordo para demissão em massa, em troca de 4 salários o trabalhador renuncia a qualquer questionamento judicial.  Um verdadeiro “cala a boca”.

A atual direção sindical abandonou até os “cafés no pátio”. Nossas reuniões em frente a empresa que tanto informavam da situação quanto discutiam, coletivamente, os rumos e o que fazer.

Sem a resistência que sempre tivemos no Sindicato, a empresa implementou sem esforço sua “reestruturação”, que na prática significa acabar de vez com a nossa base de manutenção em Porto Alegre.

Lutar pelos aposentados e pensionistas do Aerus e outros fundos, assim como pelos ativos, e assim garantir o legado que é nosso e de tantos colegas que já não estão mais entre nós, só será possível com uma entidade realmente comprometida com os trabalhadores.

É por isso que pedimos o seu apoio, queremos fazer uma gestão com a participação de todos e com a clara defesa da nossa categoria e da nossa profissão.

Comente :