Conforme nota publicada no próprio site do TST e matérias de outros veículos de imprensa, tanto sindicalistas como empresários ficaram favoráveis a proposta de reajuste de 11% com a “recomposição da inflação” e se comprometeram a defender em suas categorias o acordo.

Mas diferentes dos bancos que quando concedem empréstimos sabem muito bem calcular os “juros sobre juros”,  boa parte da bancada de sindicalistas da CUT parece não entender muito de matemática financeira. E assim não percebem que quando o reajuste não é retroativo ele não considera a inflação dos meses que já se passaram.

Todas as aéreas realizaram recomposição do preço de suas tarifas e apesar das taxas de ocupação ainda não terem sido afetadas pela crise e a boa perspectiva que mais um evento internacional, as Olimpíadas, traz para o setor, os empresários apostam na fragilidade dos sindicatos para promover mais uma vez o achatamento dos salários dos trabalhadores.

Ou alguns sindicalistas fazem um cursinho de matemática para não serem pegos novamente em “pegadinhas” ou nossa perspectiva será de redução cada vez maior de nossos salários.

 

Proposta deve ser rejeitada pela categoria em Porto Alegre

O Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre está chamando assembleia para essa quinta-feira (18/02/2016), na sede da entidade em dois horários, às 15 e às 17 horas. Nessa Assembleia Geral Extraordinária a direção sindical deve tentar convencer a categoria a aceitar a proposta, até porque a entidade espera ansiosa os ganhos da contribuição assistencial que já deveria ter recebido.

Mas a assembleia da categoria deve ser soberana, podem participar tanto sócios da entidade como não sócios e por isso mesmo que convocamos a todos os trabalhadores a comparecerem para derrubar essa proposta oportunista das empresas.

Propostas do Coletivo EmLuta no RS para os colegas aeroviários da cidade:

1 – Não aceitar qualquer aumento abaixo da inflação;

2 – Cancelar o “prêmio” do sindicato pela campanha salarial, condicionando qualquer cobrança de “Contribuição Assistencial” a um aumento real;

3 – Propor a GREVE da categoria e seguir lutando por 12% retroativo, compreendendo a inflação e uma mínima participação na produtividade do setor.

 

Serviço:

Não deixe de ir na assembleia às 15 horas, não podemos tolerar manobras ou aceitar as “pegadinhas” sejam elas dos empresários, ou do Sindicato.

18/02/2016 – 15h

Sede do Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre

Comente :